Fórum Landi define ações para a campanha “Belém de Landi – Patrimônio Mundial”

Integrantes do Fórum Landi se reuniram nesta quarta-feira, 17, para conversar sobre as estratégias para a campanha “Belém de Landi – Patrimônio Mundial” e definir as próximas ações do projeto. A reunião aconteceu no coração da Cidade Velha, na sede do Fórum, que fica na Praça do Carmo, na capital paraense.

A campanha “Belém de Landi – Patrimônio Mundial” visa transformar as obras de Antônio Landi, localizadas em Belém e no interior do Pará, em patrimônio mundial da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Para o pró-reitor de Relações Internacionais da UFPA e também coordenador do Fórum Landi, Flávio Nassar, essa iniciativa “pode até ser loucura, mas estamos acostumados a muitos desafios e resolvemos enfrentar mais esse.”

Normalmente, para uma obra ser candidatada a patrimônio mundial, a iniciativa é governamental e envolve muitos aspectos burocráticos, além de depender de um incentivo financeiro de aproximadamente 500 mil reais. De acordo com Nassar, a candidatura das obras de Landi será feita de forma criativa e inovadora, diferentemente do usual processo burocrático. “Só se pode fazer colaborativamente, em rede, reunindo os saberes acumulados no meio social”, diz. Ainda assim, a candidatura só poderá ser apresentada à Unesco quando estiver concluída pelo governo federal, por meio do Ministério da Cultura.

Cabo Verde – A professora e arquiteta Carmen Cal apresentou o documento de inscrição à candidatura como Patrimônio Mundial de um vilarejo, na República do Cabo Verde. Esse documento deverá ser utilizado como uma base para a construção da candidatura das obras de Antonio Landi, localizadas na capital paraense. No roteiro, estão inseridos tópicos como: a identificação do bem, descrição da área, histórico e estado de conservação. Também é necessário haver uma proposta de proteção e gestão sobre o que vai acontecer com a obra, depois que ganhar o título. O documento deve identificar quais serão os órgãos responsáveis e os recursos para que a obra não seja depredada ou descaracterizada, já que o título é revisto a cada dez anos.

Para o desenvolvimento do trabalho, dois eixos distintos serão formados. O primeiro eixo será o da competência técnica, que contará com pesquisadores e profissionais que coordenarão o inventário das obras. Esses pesquisadores também estudaram as normas da Unesco para, assim, elaborar um roteiro para a construção do projeto.

Landi em Minha Vida – O segundo eixo é o da participação social. Segundo Flávio Nassar, a ideia é “criar e validar o projeto no meio social, para ganhar aliados tanto no setor privado como no governamental”. As pessoas ajudarão no levantamento de informações, além de ceder imagens e relatos por meio do Projeto “Landi em Minha Vida”, que deverá dar maior ênfase nos aspectos subjetivos das obras, ou seja, no patrimônio imaterial.

Informativo virtual – O propósito da campanha é dar visibilidade ao Fórum, torná-lo um interlocutor de interesses da cidade. “Se as pessoas não forem tocadas por isso, vai ser apenas mais uma coisa da qual elas ouviram falar”, reflete Flávio Nassar. Para gerar esse interesse e manter as pessoas informadas, um jornal mural deverá ser feito para fixação nos quadros de aviso das faculdades da UFPA. Também será produzida, mensalmente, uma newsletter com informações e agenda de eventos, a qual será enviada para os interessados da Universidade e para a imprensa. Além disso, qualquer pessoa que tiver o interesse de receber a newsletter poderá se inscrever no site do Fórum, que deve ir ao ar no começo de setembro.

Para as ações na internet, o Fórum conta com o conhecimento de jovens produtores de mídias em rede. Eles são os responsáveis pelo posicionamento do Fórum nas redes sociais, além da construção do site. A página eletrônica do Fórum também contará com um abaixo-assinado virtual, no qual as pessoas poderão apoiar a candidatura das obras ao título de Patrimônio Mundial.

Para manter-se informado sobre as ações do Fórum Landi e participar das discussões, acompanhe o blog http://www.forumlandi.wordpress.com. Também siga o twitter @ForumLandi e participe do Grupo “Fórum Landi” no Facebook.

.:.

Texto: Anne Beatriz – Assessoria de Comunicação da UFPA
Fotos: Karol Khaled

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: