Uma casa com muita história

Muitos paraenses não sabem, mas a cidade de Belém abriga um sítio arqueológico de imenso valor histórico chamado Casa Rosada. Na restauração da casa, uma construção do século 18 do arquiteto italiano Antonio José Landi, arqueólogos já desenterraram mais de 1.500 objetos de origem indígena e portuguesa, como moedas, pedaços de porcelana e cachimbos. Graças a esse e outros trabalhos de revitalização dos edifícios de época, em Belém, os pesquisadores estão preservando a memória da Cidade Velha, a mais antiga formação urbana da Amazônia.

O projeto de recuperação da Casa Rosada é uma iniciativa do Fórum Landi, criado com o objetivo de revitalizar as obras do arquiteto. O restauro é financiado pelo grupo Alubar, que adquiriu o sobrado, e pelo programa Monumenta, do Ministério da Cultura. A parceria público-privada conta ainda com o apoio da Universidade Federal do Pará (UFPA).

(Matéria publicada em 2008 na revista Ciência Hoje – para continuar lendo, clique aqui)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: